Coloca pra fora

Título: Coloca pra fora!
Autor: Miguel Carreto Bica
Editora: Pindorama
Ano: 2019
Número de páginas: 56
ISBN: 978-85-69906-27-8
Tamanho: 15,5 x 22,0

Coloca pra fora!


O dia parecia alegre até então. O sol brilhava e as crianças aproveitavam o intervalo, o cheiro de flores se alastrava pelo ar, era o início da primavera e nada iria estragar esse dia, todos permaneciam felizes. Exceto por uma menina, a garota da qual não podia se falar; esta sempre estava triste, parecia que nada poderia animá-la, nem ninguém.
Não houve realmente um gatilho para o que aconteceu, ela apenas fez o que já planejava, não queria ir para casa, simplesmente para nãoenfurecer seus pais mais ainda, então desapegou da vida ali mesmo no banheiro. Em suas mãos foram encontrados apenas um vidro com remédios e um poema, que continha os seguintes versos:

Todos falam sobre seus melhores amigos
Sobre todas as festas e saídas
Sejam falsos ou verdadeiros
Não são a minha pior amiga

Ela não é só amiga
Ela é o tsunami que me afoga de vazio
O terremoto que abala cada veia do meu corpo
O fantasma que me assombra a luz do dia
É a rocha que me fez naufragar

Além de desastre natural
É fenômeno sobrenatural
A inquilina que nunca pagou o aluguel
A visita que nunca foi convidada

Vive comigo enraizada no peito e grudada na mente
Minha maior rival nas angústias da vida
Nas noites que passamos em claro, imploro para sumir
Mas ela é persistente
Consegue ser a pior das tempestades
E ainda o mais árido dos solos

Às vezes, ela apaga as luzes
Às vezes, ela corta a energia
Temo que um dia corte os fios
E minha casa apague para sempre

Ouvi dizer que ela também é a pior amiga de outras pessoas
Mas cada amizade é diferente
Complicada e com seus próprios gatilhos
Um dia, quem sabe ela vira só mais um tema de poema.

Demorou para que percebessem o sumiço da garota, raramente a percebiam de qualquer maneira. Quando perceberam, já era tarde: a imagem de seu corpo junto às palavras no poema fez o dia ensolarado se transformar em uma tempestade de lágrimas.